m/glpbb7a/odhnldmus/postagensrelacionadasparablog.js' type='text/javascript'/>

18 maio 2018

Resenha: O Gato na Àrvore ♥ Marco Antonio Martire

| | 0 comentários
Foto: Andy Vieira/Divagações de Leitora

tulo: O Gato na Arvore
Autor: Marco Antonio Martire
Editora: Moinhos
Páginas: 128
Avaliação:★★

   Eu sempre amei ler crônicas, esse gênero literário de narrativa curta que trata de acontecimentos corriqueiros do dia a dia sempre chamou minha atenção, lia muito em minha época escolar, mas com o tempo parei de ler, priorizando outras leituras.

   Confesso que tinha um bom tempo que não lia uma crônica sequer e quando o livro O Gato na Árvore chegou aqui em casa fiquei muito curiosa para começar a leitura e retomar esse gênero que me lembra tanto a infância.

   Para ser bem sincera foi um livro do qual gostei bastante e não só pela escrita do autor Marco Antonio Martire, mas por me reconectar com essa escrita do cotidiano que transforma coisas pequenas e que muitas vezes não prestamos muita atenção, em algo interessante, em críticas e reflexões sobre a vida.

   O livro traz 48 crônicas pequenas e de leitura leve e prazerosa. Ele traz memorias de infância, fala sobre internet, relacionamentos, expectativas e a sensação é a de estar frente a frente com o autor enquanto ele nos conta essas pequenas histórias do dia a dia.

   O autor tem uma escrita inteligente, divertida e que me prendeu bastante. Um bom livro para quem quer começar a ler e para quem já tem esse hábito e gostaria de uma leitura rápida e descontraída. Considero também uma ótima opção para se trabalhar em sala de aula e introduzir o gosto pela leitura, afinal são bem curtinhos, fáceis de ler, mas possuem um conteúdo maravilhoso e reflexivo.
    
   Onde comprar?

   Contato do autor:

   Livro disponibilizado pela:
Oasys Cultural

   

17 maio 2018

Resenha: Contos Invisível e Imersão ♥ Nina Spim

| | 0 comentários

   Quando comecei a ler os contos da Nina que falavam sobre depressão já sabia que iriam mexer muito comigo, mas não imaginava o quanto essa experiência seria especial pra mim. 




   Invisível nos conta a história de uma mulher devastada, angustiada e presa em si mesma. O conto traz com maestria os sentimentos da personagem, o vazio , a vontade de dizer ou fazer algo e a incapacidade de realmente fazê-lo. Ela deixou de se importar, de sentir e toda essa dor à sufoca.

   Confesso que pude me sentir no lugar dela, Nina faz isso muito bem, ela nos coloca no lugar da personagem, nos transmiti todos os sentimentos e faz com que a gente se importe.

   Nós acompanhamos a personagem no momento em que fica claro o quanto ela precisa de ajuda, é importante as pessoas saberem que não é errado fazer terapia e pedir socorro. Nossa personagem começa a terapia e não tem aquela ilusão de que vai ser fácil se recuperar, pelo contrário, o conto mostra a resistência da personagem no início e como a melhora vem aos poucos, um dia de cada vez.


   E então eu li Imersão e simplesmente ainda não sei direito o que falar sobre esse conto, ele me tocou de uma forma única e devastadora, talvez por eu ter me identificado tanto com a história.

   Nesse conto temos um casal. A narrativa se desenrola enquanto eles ainda estão na cama, de manhãzinha e temos o ponto de vista de Caio. Após um aborto a esposa Lou entra em depressão e vemos o quanto esses dias tem sido difíceis para esse casal.

   É um conto extremamente sensível e que em poucas linhas nos mostra o quanto é desesperador ver a pessoa que amamos sufocada, transtornada, lutando contra esse mal invisível que é a depressão. Além disso é lindo ver o quanto Caio apoia a esposa.

   Ambos os contos mostram a doença de forma verdadeira, dolorosa. É um tema que acredito que precisa ser retratado, é muito importante falarmos da depressão e entendermos o quanto é difícil pra uma pessoa passar por algo assim. Não é frescura, não é falta de alguma coisa, é uma dor torturante que impossibilita a pessoa até de fazer o que ela ama e o apoio das pessoas ao redor é muito importante, é importante para quem passa por isso saber que nos importamos, que ela não está sozinha.

   Com certeza Nina me encantou com sua escrita, me emocionou profundamente e indico esses contos para todas as pessoas, inclusive, Imersão se tornou o meu conto favorito.

 
Leia também a Resenha de Caleidoscópio, da mesma autora.

 Onde encontrar o conto:
   Amazon
   Imersão
   Invisível

   Contato da autora:
   Blog Nina é Uma
   Facebook
   Instagram

   
 

15 maio 2018

Top 10 livros que todos deveriam ler

| | 0 comentários


   Nesse mês o United Blogs completa dois anos e a moderação do grupo criou uma Gincana incrível para os participantes com muita interação e Desafios legais. O primeiro desafio tem como proposta fazer uma colab com alguém que tenha um blog com nicho parecido com o seu.

   Eu ainda não tinha participado de uma colab e achei a ideia maravilhosa. Eu e a Hanna Carolina do Blog Mundinho da Hanna separamos dez livros que todos deveriam ler. São livros que nos marcaram de alguma forma e que acrescentaram algo à nossa vida de leitoras.

  Vocês vão encontrar 5 livros aqui e 5 no blog dela, ok?

   Vamos lá?


   O Hobbit

   Eu sou uma apaixonada pelo Tolkien, mas sei que sua narrativa detalhista pode dificultar a leitura para algumas pessoas e apesar de O senhor dos Anéis ser um dos meus livros favoritos da vida, tem uma leitura um pouco mais difícil e o ideal é começar com O Hobbit.
   O Hobbit foi escrito para os filhos de Tolkien quando eram crianças e por isso a leitura flui mais, é mais simples e temos uma introdução única da Terra Média. É uma aventura muito divertida, gostosa e envolvente, que indico para todas as pessoas.


   Jane Eyre 

   Poderia indicar Orgulho e Preconceito, mas se tem um livro que conquistou um lugar especial no meu coração é Jane Eyre. O livro é delicioso, possui uma protagonista forte que quer ser mais do que a sociedade estabelece para as mulheres da época e que diz o que pensa. Além disso, eu amo os diálogos e como os protagonistas começam a se interessar um pelo outro, como o romance se desenvolve. 


   Extraordinário

   Acho difícil encontrar alguém que ainda não tenha ouvido falar desse livro ou da adaptação pro cinema. Extraordinário é uma lição de empatia, de se colocar no lugar do outro e enxergar além das aparências. Auggie é um personagem maravilhoso, realmente extraordinário, que está sempre disposto a ver o lado positivo das coisas e enfrentar todo o desprezo das pessoas por causa de sua aparência. O livro nos mostra o quanto podemos ser cruéis, mesmo quando crianças e como um pequeno gesto de gentileza pode ser significativo. 


   O Último Adeus

   O Último Adeus é um livro pesado, triste e que tratou de forma muito verdadeira como a família de uma pessoa fica após o suicídio. Foi um livro que me marcou muito, ele fala da culpa, da tristeza, da dor e de como, muitas vezes, não percebemos os sinais ou não enxergamos o quanto uma pessoa precisa de ajuda. Suicídio é um tema que precisa ser abordado, assim como a depressão e indico esse livro exatamente pra que as pessoas possam pensar nisso e no quanto isso é real e pode acontecer com qualquer um. Nós nunca sabemos o que se passa na cabeça de outra pessoa, um filho, um amigo, a pessoa que amamos, um colega de trabalho, podem estar gritando socorro e será que estamos atentos à isso?
   Tem resenha do livro aqui.


   O Sol é para todos

   Que livro lindo. Livros narrados por crianças tem uma visão tão pura e verdadeira da vida, nos fazem refletir tanto e as injustiças se tornam ainda maiores quando vistas pelos olhos de uma criança. Nesse livro estamos inseridos nos Estados Unidos na Grande Depressão, na década de 1930, onde o pai de Scout, advogado e um dos homens mais humanos que já vi na literatura, é nomeado para defender um homem negro que está sendo acusado de estuprar uma jovem branca (INJUSTAMENTE).
   É impressionante todo o preconceito dessa sociedade e como o comportamento das pessoas muda a partir disso, a própria Scout e seu irmão sofrem discriminação sem saber porque as pessoas estão agindo dessa forma e tratando o pai de forma cruel. É um livro lindo e que traz muitas reflexões.

   E essas foram os livros que escolhi, não se esqueçam de conferir as outras cinco indicações no Blog Mundinho da Hanna

   Me contem nos comentários qual o livro que indicam pra todo mundo e se já leram alguns dos livros citados.

   Beijinhoss

12 maio 2018

Resenha: O Jardim de Inverno ♥ Kristin Hannah

| | 0 comentários


tulo: O Jardim de Inverno
Autor: Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416

“Você ficaria surpresa com o que o coração humano pode suportar”
   Anya é uma mãe fria e distante das filhas, Meredith e Nina, que cresceram acreditando que a mãe não as amava. O elo que une essas três mulheres é o pai, um homem alegre que fez o possível para que as filhas se sentissem amadas e que sempre quis que as filhas se aproximassem, tentassem conhecer a mãe e entendê-la.

   Quando ele morre faz a filha mais nova prometer que fará com que a mãe lhes conte seu conto de fadas até o final. Nina era apaixonada pelos contos de fadas, quando pequenas a mãe apagava as luzes e contava para as filhas a história do Príncipe e da Camponesa, era o único momento em que elas tinham contato, mas após as filhas tentarem encenar a história em uma peça de Natal, a mãe ficou furiosa e a relação entre elas ficou ainda mais vazia.

   As irmãs são muito diferentes. Meredith é a controlada, obcecada pelo trabalho a ponto de não perceber o quanto está se afastando do marido. Nina é aventureira, ela viaja pelo mundo tirando suas fotos e não consegue fincar raízes em lugar algum, mas ambas tem dificuldade de expressar o que sentem e demonstrar amor, assim como a mãe.

   Agora que o pai se foi é difícil cumprir a promessa de cuidar de Anya, após a morte do marido que ela amava, ela fica ainda mais estranha e parece delirar, citando os contos de fadas e perdendo a força que sempre demonstrou. Nina faz o possível para convencer a mãe a lhe contar suas histórias e apesar da resistência de Anya, a teimosia de Nina acaba vencendo, mas existe muito mais nessa história do que elas podem imaginar e a verdade pode ser extremamente dolorosa.

   Quando iniciei a leitura de O Jardim de Inverno não tinha nenhuma expectativa, no principio não me conectei com nenhuma das personagens e a narrativa foi um pouco mais lenta, já que somos apresentados aos personagens e ao ambiente em que estão inseridos, mas rapidamente a leitura começou a fluir e fui ficando muito curiosa em relação à Anya, no início é fácil não gostar dela e imaginar como uma mãe pode ser tão distante de suas filhas.

   As personagens têm muitos defeitos, em muitos momentos tive vontade de sacudir Meredith e dizer pra ela não ser burra rs. O engraçado é que durante a leitura nos afeiçoando a essas mulheres e mesmo o livro sendo em terceira pessoa, consegui me conectar com elas e ao que estavam sentindo.

   A melhor parte é a narrativa de Anya, é emocionante e é impossível não ficar extremamente curioso para saber onde ela irá chegar e quem realmente ela é. Foi um livro emocionante e que me surpreendeu muito, tendo um pano de fundo da segunda guerra.

   Até onde as pessoas vão para proteger quem se ama? O que a guerra causa e quais marcas ela deixa? O quanto nossas atitudes do passado podem afetar o presente? Como conviver com a culpa e com a perda? 

   É um livro lindo que nos mostra o quanto uma pessoa pode surpreender e o quanto não devemos julgar, além disso, o final é incrível.

   “Nós mulheres, fazemos escolhas pelos outros, não por nós mesmas. E quando somos mães, nós suportamos o que for preciso por nossos filhos.”

   

10 maio 2018

Dicas de Séries e Filmes com Mães Incríveis

| | 0 comentários

   Oi meus amores

   Hoje eu trouxe pra vocês dicas bem legais de filmes e séries com mães incríveis. Quando surgiu a ideia da semana especial do Dia das Mães achei que seria muito legal deixar essas dicas de filmes e séries ótimos pra assistir com as mamães. Tenho certeza que elas vão amar, ainda mais porque vocês vão estar juntinhos.

  Gilmore Girls

   Seria impossível não citar Gilmore Girls nessa lista. Uma das minhas séries favoritas com as personagens mais divertidas e incríveis. Lorelai é uma mãe louca, mas que é impossível não amar. O relacionamento com a filha de 16 anos, Rory, é muito verdadeiro e íntimo e é lindo ver as duas em cena. Além de mostrar o relacionamento entre mãe e filha, a série traz muita risada e conflitos pessoais com o qual nos identificamos, o relacionamento entre Lorelai e a mãe é conturbado, bem diferente do relacionamento entre ela e Rory e praticamente todos os personagens são divertidos e apaixonantes.

O Quarto de Jack

   O Quarto de Jack é um filme muito emocionante, pesado, tenso e marcante. O filme é mostrado pelo ponto de vista de Jack, um garotinho de 5 anos que nasceu trancado em um quarto com a mãe. A mãe de Jack foi sequestrada, ainda bem jovem e é mantida em cativeiro, onde é estuprada, mas claro que ela faz de tudo para que Jack não perceba o que está acontecendo e tenha uma boa vida, pra que seja feliz e se mantenha saudável. Ela inventa brincadeiras e luta pela vida, tentando de todas as formas tirar o filho desse lugar terrível.

Uma prova de amor

   Esse é um filme para chorar. Temos uma mãe que quer a todo custo salvar a filha Kate que tem câncer. Ela gera um filho de proveta que seja compatível com a filha. Assim que a filha Anna nasce já doa sangue do cordão umbilical e ao longo dos anos passa por outros procedimentos para salvar a vida de Kate, mas aos 11 anos, tendo que doar um rim, ela processa os pais e pede emancipação do seu corpo, mas os motivos dela são emocionantes. Claro que é um filme muito lindo.

Valente

   Único filme de animação dessa lista, Valente é um filme muito fofo e divertido que mostra mãe e filha vivendo em conflito. A Princesa Merida está cansada de todas as obrigações que a mãe lhe impõe e quando uma competição é realizada, contra sua vontade, para que seu marido seja escolhido, a jovem recorre à um feitiço para que a mãe mude e possa entendê-la, mas a transformação não é o que ela esperava e juntas elas terão de achar uma solução para que a mãe volte ao normal e impedir que uma guerra aconteça.

Sexta feira muito louca

   Já imaginou trocar de lugar com a sua mãe? Nesse filme divertido é exatamente isso que acontece. Tess e Anna vivem brigando e nenhuma entende verdadeiramente a outra, mas tudo muda quando elas mudam de corpo após comer um biscoito da sorte. Elas vivem a vida da outra e veem as dificuldades da outra, assim como suas inseguranças, ao mesmo tempo que tentam encontrar uma maneira de voltarem ao normal.

Alexa e Katie

   Com certeza essa série teria de estar nessa lista. Alexa e Katie é uma série que mostra um relacionamento familiar verdadeiro e muito lindo, mãe e filha vivem conflitos mas se amam e tentam encontrar forças para passar um momento difícil em suas vidas, Alexa tem câncer. Apesar de falar de um assunto triste a série é super divertida e apesar da mãe ser protetora e talvez um pouco sufocante com Alexa, percebemos que tudo que ela faz é por amor. Ainda temos a mãe de Katie, uma mãe solteira completamente maluca e divertida que tem um jeito inusitado de educar os filhos.
   Tem resenha dessa série linda aqui.

   Peguem uma bela bacia de pipocas, sua mãe pelo braço e vai correndo fazer uma maratona de filmes e séries com ela. Dêem muitas risadas e se emocionem muito, além claro, de passar um tempo agradável na companhia de quem se ama.

   Beijinhos