31 janeiro 2017

Projeto: 12 cartas em 12 meses ♥ Janeiro

 

  Uma carta para você no passado , há dez anos atrás.



Querida Andy,


   Agora você está assustada e se sentindo sozinha, não tem vontade de sair e o único lugar onde encontra consolo é nas páginas de um livro. À algum tempo você não consegue se olhar no espelho sem ouvir o eco das palavras horríveis que lhe são dirigidas e já começa a pensar que são todas verdadeiras, mas acredite, elas não são.

   Sei que a felicidade pode parecer distante agora, você sente saudade  daquela pessoa que nunca mais irá ver e que era muito importante na sua vida, e você irá sentir saudades por muito tempo, mas conforme os dias passarem, as lágrimas vão se transformar em sorrisos e verá o privilégio que teve ao conviver com essa pessoa e de ter sido o motivo de seu sorriso.

   Estarei mentindo se disser que logo tudo isso vai mudar e você nunca mais vai sofrer, passaremos por momentos difíceis, você vai chorar em silêncio até o sono chegar, vai se decepcionar, sofrer desilusões, mas continue sendo forte e não deixe que as maldades desse mundo tirem o sorriso do seu rosto; um dia você vai acordar e sentirá muito orgulho da pessoa que é. Você vai ser mãe e essa criança vai ser um raio de sol na sua vida, vai acordar de madrugada cansada, mas sorrindo e vai experimentar um amor radiante e infinito. Você vai se casar por amor como sempre sonhou, vai lutar por esse amor todos os dias e vai se impressionar com o fato de ele crescer cada vez mais no seu peito. Você vai crescer muito, alguns dos seus sonhos vão mudar, mas você é determinada o bastante para correr atrás de todos eles.

   Tudo que está passando agora, e que passará depois, servirá para que você cresça e se torne mais forte e determinada, por isso, pare de chorar e não tenha medo, viva intensamente cada momento, liberte-se e voe alto, acredite em você e não importa o quanto queiram te derrubar, levante-se quantas vezes for preciso e nunca, jamais desista. Não se importe com o que os outros vão dizer sobre você, aproveite o máximo que puder, viva a sua infância, permita-se brincar, fazer amigos; se olhe no espelho e diga bem alto que você é linda, seja você mesma e não se preocupe tanto, você vai ter muito com o que se preocupar quando crescer.

   Quero que saiba que gostaria muito de te abraçar agora, abraçar a garota indefesa que está sofrendo e que está começando a se odiar, mas acredite em mim, você é forte o bastante. Você não só vai se superar como não vai deixar que a crueldade das pessoas te mudem e te tornem amarga, você continuará acreditando no amor, nunca vai se sentir superior a ninguém e sempre que alguém precisar de ajuda você não pensará duas vezes antes de ajudar, e é por isso e por muitas outras coisas que tenho muito orgulho de você; persista e verá que dias maravilhosos estão por vir.

   Beijos com todo o meu carinho e amor.


*Para saber mais informações sobre o projeto clique aqui.

Projeto: 12 cartas em 12 meses





Oi meus queridos!


Hoje eu vim mostrar para vocês um projeto muito legal que eu vi no Blog Carpe Diem.

O projeto se chama 12 cartas em 12 meses e consiste em escrevermos uma carta todo mês respeitando o tema sugerido.
Eu amo cartas e resolvi participar, como acabei me atrasando pro projeto, afinal hoje é dia 31, vou aproveitar a ideia da Jheinis e postar as cartas sempre no último dia do mês, por isso hoje sai o post com a primeira carta. 
Que tal participarem também? 
Os temas são:


Janeiro: Uma carta para você no passado , há dez anos atrás.

Fevereiro: Uma carta para um personagem fictício.

Março: Uma carta de agradecimento.

Abril: Uma carta para um desconhecido.

Maio: Uma carta para nunca ser enviada.

Junho: Uma carta para a infância.

Julho: Uma carta de revolução.

Agosto: Uma carta ao seu reflexo no espelho.

Setembro: Uma carta aos seus sonhos.

Outubro: Uma carta para seu melhor amigo (a).

Novembro: Uma carta de perdão.

Dezembro: Uma carta de despedida.


Vai ser um projeto super divertido e espero conseguir escrever todas as cartas.

Espero que gostem.
Abraços

29 janeiro 2017

Clube do livro: Leitura Fantástica

 
 
 
   Oi pessoal, como estão?

   Eu sempre quis ter alguém para conversar comigo e debater depois de ler um livro, tem sempre aquele livro que mexe muito com a gente e que precisamos falar sobre, mas nem sempre temos com quem conversar.

   Pensando nisso, criei um clube de leitura online, chamado Leitura Fantástica, para promover discussões mensais sobre um determinada leitura escolhida por votação pelos membros do clube.

   Durante a leitura poderemos expor nossas opiniões, esclarecermos dúvidas que surgirem, mostrar uma curiosidade, postarmos as citações que mais gostamos e no final do mês faremos uma conclusão geral sobre a leitura.

   O projeto está no início, foi criado um grupo no facebook e já estamos escolhendo o livro de fevereiro.

Objetivo do clube:

  • Compartilhar experiências literárias
  • Sair da zona de conforto e experimentar novos gêneros literários
  • Discutir e descobrir novos pontos de vista
  • Se divertir
  • Fazer novos amigos

   Se você também tem interesse ou quiser saber mais é só clicar no link https://www.facebook.com/groups/1777527339236890/.

   Grande abraço.

26 janeiro 2017

Resenha: Festa no Covil ♥ Juan Pablo Villalobos


Título: Festa no Covil
Autor: Juan Pablo Villalobos
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 96
Avaliação:★★



"Hoje estou chateado até o desespero mais fulminante. Estou chateado porque não saio do palácio e porque todos os dias são iguais."


   Tochtli é um garotinho solitário que vive em uma mansão isolada que ele chama de palácio, seu pai Youcalt é um poderoso traficante mexicano conhecido como El Rey e que faz todas as vontades do filho; o garoto possui tudo que deseja (inclusive um mini zoológico particular) e tem gostos muito peculiares, coleciona chapéus, lê o dicionário todas as noites e está obcecado em ter um hipopótamo anão da Libéria.


   Tochtli passa os dias jogando vídeo-game, investigando pequenos mistérios e tendo aulas particulares, rodeado de muita segurança, violência e crimes; ele é privado do contato com o mundo lá fora e com crianças de sua idade, conhecendo cerca de apenas quatorze pessoas.

   O pai é obcecado em proteger o filho e em torná-lo o homem que ocupará seu lugar; ele faz o filho assistir execuções, o proíbe de chorar, não deixa que ele lhe chame de pai e brinca com ele de um jogo inusitado onde tentam adivinhar quantos tiros são necessários para matar alguém.

   Todo o ambiente em que o garoto está inserido nos é mostrado através de sua visão inocente, ele é alheio com o que acontece ao seu redor e quer apenas contar a própria história, para ele as coisas são como são, é um personagem muito inteligente mas ingênuo como qualquer criança e a narrativa se torna muito sutil por nos ser apresentava por ele.

   O livro é real e ao mesmo tempo engraçado a medida que vemos os desejos mais absurdos  de Tochtli serem atendidos. É um livro maravilhoso, de leitura rápida e crítico, onde fatos pesados são narrados com suavidade. 


“Alguém devia inventar um livro que dissesse o que está acontecendo nesse momento, enquanto você lê. Deve ser mais difícil de escrever que os livros futuristas que adivinham o futuro. Por isso não existe. E aí a gente tem que investigar na realidade.”


   

24 janeiro 2017

Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à primeira Vista ♥ Jennifer E. Smith


Título: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 224

    "Quando você chega ao final dos 52 anos, parece que foram apenas 52 minutos. Da mesma maneira que quando você é jovem e está apaixonado, sete horas num avião pode parecer uma eternidade."


   Por quatro minutos Hadley perde o avião que a levaria ao casamento do pai em Londres. A viagem que já não seria agradável, devido ao seu relacionamento com o pai depois que ele foi embora, acaba de se tornar ainda pior: ela terá que esperar três horas, em um aeroporto lotado, para pegar o próximo voo e corre o risco de não chegar a tempo de ver o casamento ao qual ela nem queria ir. 

   O sentimento que ela sente pelo pai é de abandono, ela não aceita o fato de ele ter deixado a família para viver na Inglaterra com outra mulher, uma mulher que Hadley não conhece e já odeia, além disse Hadley não sabe como se encaixar nessa nova vida que o pai está construindo sem ela.

   Enquanto espera as horas passarem ela conhece Oliver, um belo britânico que lhe faz companhia e que também está indo para Londres, no mesmo voo e sentado ao lado dela.
   Ambos tem uma conexão instantânea, nessas sete horas de viagem eles se conhecem e esse encontro inesperado pode mudar a vida de ambos.

    " Talvez os atrasos no decorrer do dia sejam apenas detalhes, mas se não fosse por eles, teria sido por causa de alguma outra coisa"


   O livro inteiro se passa dentro de 24 horas, a narrativa é em terceira pessoa e os capítulos são divididos pelas horas que passam. O livro é agradável, leve e vai além do envolvimento amoroso, focando na relação entre pai e filha e nos conflitos de Hadley, suas dúvidas, mágoas e medos. 

    Os personagens secundários são cativantes, me identifiquei com Charlotte assim que ela apareceu com seu sorriso e sua vontade de agradar a enteada. O pai de Hadley nunca desiste dela e mesmo quando ela quer afastá-lo de sua vida, ele tenta se relacionar com ela e acabar com suas inseguranças.

   A história é curtinha e ótima para uma maratona ou para sair de uma ressaca literária. O livro é bem humorado e quando termina fica aquela sensação de perda. Por ser curtinho a história acontece bem depressa e isso pode incomodar alguns leitores, mas pra passar o tempo é um ótimo livro.

17 janeiro 2017

Resenha: Depois de você ♥ Jojo Moyes

Título: Depois de você
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320


   Fiquei desanimada para ler esse livro após vários comentários negativos em relação a ele.Esperei um pouco e tentei não criar muitas expectativas, afinal, Como eu era antes de você foi um livro incrível para mim e que entrou para a minha lista de favoritos.
   
"E, no fim das contas, de que adiantava ficar reexaminando nossa tristeza o tempo todo? Era como cutucar uma ferida e se recusar a deixá-la sarar. Eu sabia o que tinha vivido. Sabia qual tinha sido meu papel. De que adiantava repassar isso?"


   Na continuação de Como eu era antes de você, Louisa se esforça para seguir em frente e se encontrar. Ela está perdida e sem perspectivas, se encontra em um trabalho que não gosta em um bar no aeroporto, mora em um apartamento que não consegue chamar de lar, não mantem contato com a família e passa as noites em claro, muitas vezes bebendo.


   Após cair do terraço de seu apartamento, Louisa precisa ficar na casa dos pais para se recuperar e descobrir o que fazer com sua vida.

   Voltando para Londres, ela participa de um grupo de apoio chamado "Seguindo em frente" e conhece o paramédico Sam, mas sua vida vai realmente mudar quando uma grande surpresa bate à sua porta.

   Depois de você é uma história de crescimento pessoal, de se reerguer depois de uma grande perda. O livro foi uma surpresa porque não esperava que fosse gostar tanto, torci muito pela Louisa e achei incrível a autora mostrar como ficou a vida dos personagens, as transformações e sentimentos após a perda que tiveram no primeiro livro. Achei o livro verdadeiro e se não fizermos comparações com Como eu era antes de você, percebemos que o livro é muito bom.

   A leitura é bem leve, Sam foi um personagem que me cativou, principalmente por se empenhar em ajudar uma Louisa que está despedaçada, além disso o relacionamento familiar da Lou chama a atenção para a importância de se ter apoio em um momento como o que a personagem está enfrentando. Me diverti com os personagens do grupo de apoio e com as brigas dos pais da Lou no finalzinho do livro e o final foi satisfatório para mim.

   Se você amou o primeiro livro dê uma chance a Depois de você, não crie altas expectativas, nem pense que esse será o melhor livro da sua vida e vai se deliciar com a leitura e com o crescimento da personagem.

09 janeiro 2017

Resenha: O Sorriso da Hiena ♥ Gustavo Àvila

Título: O Sorriso da Hiena
Autor: Gustavo Ávila
Editora: Independente
Páginas: 304

"Como podemos medir a punição adequada para um ato contra outra pessoa? Haveria alguma justificativa para a realização de um ato de crueldade?"

   A história começa com a cena chocante de um assassinato. David, um garotinho de oito anos, é amarrado a uma cadeira e obrigado a assistir o assassinato brutal de seus pais.


   Vinte e quatro anos depois, ele começa a repetir exatamente o que aconteceu à ele com outras famílias, almejando com isso descobrir o que essas crianças se tornarão quando crescerem, como se comportarão.

   Para alcançar esse objetivo, David entra em contato por e-mail com Willian, psicólogo infantil que fez uma tese sobre a relevância de eventos violentos na vida de uma criança, propondo que ele acompanhe o crescimento das crianças cujos pais David assassinar, tendo oportunidade de firmar a sua tese. 

   Willian fica receoso no início, mas aceitando ou não, David não desistirá dos assassinatos e vendo que essa é a oportunidade que sempre almejou, aceita a proposta.

   Ao mesmo tempo o detetive Artur precisa correr contra o tempo para desvendar os mistérios que envolvem os crimes e evitar que novos assassinatos aconteçam, mas quem é o assassino e como pegá-lo?



   O livro foca nos três personagens, a narrativa flui rapidamente, o final é surpreendente mas ao longo da narrativa a história fica surreal. O que mais me incomodou foi o fato de o final do livro ser corrido, não acompanhamos a pesquisa de Willian, principalmente com as últimas crianças, essa parte fica vaga e além disso as motivações não são convincentes e encontramos furos na história. 

   Acho que o autor poderia ter explorado mais, mesmo a sim a história é envolvente e vale a pena ler para tirar suas próprias conclusões.

07 janeiro 2017

Metas Literárias para 2017

Oi Pessoal, mais um ano começou e com ele as listas de metas a serem cumpridas nesse ano que se inicia. Ano passado tinha estipulado algumas metas e fiquei muito feliz com o resultado, as metas e desafios me ajudam muito a ler ainda mais e superar meu limites, por isso estipulei mais algumas metas para esse ano de 2017.
Vamos a elas?
1- Ler 85 livros no ano 


Ano passado tinha estipulado a mesma quantidade de livros e li 82. Achei confortável e por isso vou aumentar cinco livros. Entre esses 85 livros coloquei 10 livros que quero muito ler em 2017, são livros que tenho na estante e que acabei enrolando pra ler ou que só consegui adquirir recentemente. Eles são:


Os Miseráveis
The Kiss of Deception
O nome do Vento
Toda luz que não podemos ver
Em Algum Lugar nas Estrelas
Mary Poppins
Legend
Jurassic Park
Harry Potter
Drácula


2- Reler As Crônicas de Nárnia

Li esse livro quando tinha aproximadamente 12 anos e amei. Ganhei o livro de presente no ano passado e quero muito entrar nesse universo novamente.

3. Ler mais livros nacionais e clássicos

Infelizmente apesar de ter lido mais livros clássicos no ano passado, percebi que li poucos livros nacionais. Esse ano vou tentar aumentar essa quantidade, lendo pelo menos um livro nacional por mês.

4. Ler Stephen King

Sempre tive curiosidade em conhecer a escrita desse autor e tem muitos livros dele que tenho vontade de ler, por isso esse ano vou ler pelo menos um livro do autor.

São essas a metas para 2017. Espero que esse ano seja repleto de leituras deliciosas e de grandes experiências literárias.

Beijos.


                                     2016

1. Frankenstein - Mary Shelley
2. Precisamos falar sobre Kevin - Lionel Shriver
3. Dom Casmurro - Machado de Assis
4. A Fúria e a Aurora - Renne Ahdieh 
5. O Feitiço do Desejo - Chris Colfer
6. Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Saenz
7. Poemas de Fernando Pessoa
8. Tá Todo Mundo Mal - Jout Jout
9. Fator Nerd - Andy Robb
10. Um Caso Perdido - Collen Hoover
11. Eu, VocÊ e a Garota que vai Morrer - Jesse Andrews
12. Era uma vez no Outono - Lisa Kleypas
13. Voos e sinos e Misteriosos Destinos - Emma Trevayne
14. O Rei Lear - William Shakespeare
15. O Papel de Parede Amarelo -  Charlotte Perkins Gilman
16. O Pessegueiro - Sarah Addison Allen
17. Roverandom - J. R. R. Tolkien
18. O Menino Maluquinho - Ziraldo
19. O Vilarejo - Raphael Montes 
20. O Sorriso da Hiena - Gustavo Ávila
21. Felizmente, O Leite - Neil Gaiman
22. Lolita - Vladimir Nabokov
23. O Despertar - L. J. Smith
24. A Fúria - L. J. Smith
25. O Confronto - L. J. Smith
26. Reunião Sombria - L. J. Smith
27. Ela não é invisível - Marcus Sedgwick
28. A Bússola de Ouro - Philip Pullman
29. O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase
30. O Último dos Canalhas - Loretta Chase
31. Sua Resposta Vale Um Bilhão - Vikas Swarup
32. A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista - Jennifer E. Smith
33. Suicidas - Raphael Montes
34. A Bibliotecária - Logan Belle
35. 12 anos de Escravidão - Solomon Northup 
36. O Sol é para Todos - Harper Lee 
37. Razão e Sensibilidade - Jane Austen
38. A Última Carta de Amor - Jojo Moyes
39. E não Sobrou Nenhum - Agatha Christie 
40. A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton 
41. A Guerra dos Tronos - George R. R. Martin
42. A Fúria dos Reis - George R. R. Martin
43. O Festim dos Corvos - George R. R. Martin
44. A Tormenta de Espadas - George R. R. Martin
45. A Dança dos Dragões - George R. R. Martin
46. Belo Desastre - Jamie McGuire
47. Orgulho e Preconceito e Zumbis - Seth Grahame Smith e Jane Austen
48. Para Sempre Alice - Lisa Genova
49. Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor? - Allan e Barbara Pease
50. Um Coração Cheio de Estrelas - Alex Rovira e Francesc Miralles 
51. Sangue Quente - Isaac Marion
52. A Revolução dos Bichos - George Orwell
53. A Garota que eu quero - Markus Zusak
54. Sejamos todos Feministas - Chimamanda Ngozi Adichie
55. Loucuras do Coração - Hayley e Michael Dimarco
56. Eu Sou a Lenda - Richard Matheson 
57. Mestre Gil de Ham - J.R.R. Tolkien
58. O Senhor dos Anéis e a Sociedade do Anel - J.R.R. Tolkien 
59. O Senhor dos Anéis As Duas Torres - J.R.R. Tolkien 
60.  O Senhor dos Anéis O Retorno do Rei - J.R.R. Tolkien 
61. Jogos Vorazes - Suzanne Collins 
62. Em Chamas - Suzanne Collins 
63. A Esperança - Suzanne Collins 
64. O Melhor de Mim - Nicholas Sparks
65. A Estrela que nunca vai se apagar - Esther Earl
66. Jane Eyre - Charlotte Bronte 
67. O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald
68. Auggie e Eu - R. J. Palacio
69. A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart
70. Mentirosos - E. Lockhart
71. Alice no País das Maravilhas - C.S. Lewis
72. Caçadora de Tempestades - Jennifer Bosworth
73. Moret e Vida de Charlie ST. Cloud - Ben Sherwood
74. A Seleção - Kiera Cass
75. A Elite - Kiera Cass
76. A Escolha - Kiera Cass
77. Desastre Iminente - Jamie McGuire
78. O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn
79 Depois de Você - Jojo Moyes
80. As Aventuras de Pi - Yann Martel
81. As aventuras de Sherlock Holmes- Arthur Conan Doyle

04 janeiro 2017

Resenha: Suicidas ♥ Raphael Montes

Título: Suicidas
Autor: Raphael Montes
Editora: Benvirá
Páginas: 488
" Engraçado como ainda não me acostumei com a ideia de que, em breve, não estarei mais aqui..."
   O Livro nos trás a história do suicídio coletivo de nove jovens de classe média alta que inexplicavelmente decidem participar de uma roleta russa na casa de campo de um dos personagens, sendo que o personagem principal, Alessandro, é um jovem escritor que vê na roleta a chance de escrever um grande livro.

   Um ano após a morte desses jovens, Diana Guimarães, Delegada encarregada do caso, convida as mães para uma reunião com o objetivo de entender o que realmente aconteceu e os motivos para os filhos terem cometido essa loucura, lendo para isso o livro escrito por Alessandro em tempo real, que narra tudo o que aconteceu naquela noite até o momento de sua morte.

   A narrativa acontece em três momentos distintos: a gravação dessa reunião, as anotações diárias de Alessandro e o livro. 

   O livro foi uma surpresa, a escrita do Raphael é incrível, os segredos são revelados aos poucos e os personagens são muito reais. 

   Eu não conseguia parar de ler, mesmo me sentindo desconfortável em alguns momentos da leitura. O livro é intenso, a história é instigante, a leitura flui rapidamente e o final é surpreendente.No meio do livro a leitura fica um pouco arrastada e senti falta de um motivo para alguns desses jovens terem decidido se matar, mesmo assim é uma leitura muito válida pra quem gosta de suspense.
Desenvolvido por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo