m/glpbb7a/odhnldmus/postagensrelacionadasparablog.js' type='text/javascript'/>

09 agosto 2017

Resenha: Outros Jeitos de usar a Boca ♥ Rupi Kaur

| |

Foto: Divulgação/Outros jeitos de usar a boca
tulo: Outros jeitos de usar a boca
Autor (a): Rupi Kaur
Editora: Planeta
Páginas: 208
Avaliação:★★

   Quando peguei esse livro para ler estava sem expectativas, tinha visto resenhas negativas e algumas pessoas me disseram que o livro era fraco, que as poesias não eram marcantes e que só servia mesmo para passar o tempo, mas quando a Michelle indicou esse livro aqui no blog resolvi começar a leitura e tive uma deliciosa surpresa.
   Outros jeitos de usar a boca é um livro de poesia lindo, impactante, envolvente e profundo. A autora fala sobre temas que afligem as mulheres e toca em assuntos profundos de forma direta, que choca e cativa pela ousadia, já que infelizmente muitos dos assuntos abordados ainda não são discutidos abertamente.

   O interessante desse livro é que as poesias falam de histórias reais, fatos da vida da autora e das leitoras que escreviam a ela contando suas histórias. Isso dá ainda mais peso para esse livro e o torna ainda mais cativante.

   O livro é dividido em quatro partes: a dor, o amor, a ruptura e a cura. Na primeira parte os poemas são mais pesados e inquietantes, falando sobre a dor de ser mulher, sobre a imposição da sociedade, a violência, entre outros.

você
cresceu ouvindo
que suas pernas são
um pit stop para homens que
procuram um lugar para repousar
um corpo vazio desocupado o bastante
para receber hóspedes mas
nenhum nunca chega
disposto a
ficar

   A segunda parte tem poemas mais leves, suaves, falando de amor e desejo, do afeto, daquele amor que precisamos e que merecemos.

o amor vai chegar
e quando o amor chegar
o amor vai te abraçar
o amor vai dizer o seu nome
e você vai derreter
só que às vezes
o amor vai te machucar mas
o amor nunca faz por mal
o amor não faz jogo
porque o amor sabe que a vida
já é difícil o bastante

   A parte de ruptura fala sobre deixar partir, enxergar, reconhecer e se desligar do que nos faz sofrer, além de tocar nos pontos sensíveis do que é ser mulher.

ele só sussurra eu te amo
quando desliza a mão
para abrir o botão
da sua calça
é aí que você tem
que entender a diferença
entre querer e precisar
você pode querer esse menino
mas você com toda a certeza
não precisa dele

   A última parte é o processo de libertação, a cicatrização, o amor próprio, um recomeço.

se a tristeza vem
a felicidade também

- tenha paciência

   Outros jeitos de usar a boca me fez refletir, me deixou intrigada e me trouxe muitas emoções; a leitura é rápida e acredito que pode ser lido por qualquer pessoa.

você precisa começar um relacionamento
consigo mesma
antes de mais ninguém